Eram os Deuses…?

E assim diz a Biblia:
Deus disse a Moisés: “Sobe para o Senhor, com Aarão, Nadab e Abiú e setenta anciãos de Israel, e prostrai-vos à distância.
Só Moisés se aproximará do Senhor, e não os outros, e o povo não subirá com ele.”
Moisés veio referir ao povo todas as palavras do Senhor, e todas as suas leis; e o povo inteiro respondeu a uma voz: “Faremos tudo o que o Senhor disse.”
E Moisés escreveu todas as palavras do Senhor. No dia seguinte, de manhã, edificou um altar ao pé da montanha e levantou doze estelas para as doze tribos de Israel.
(Êxodo,24)

Helena Petrovna Blavatsky nos diz em “A Doutrina Secreta”:
Os espíritos, a que se alude como aqueles que “descem e sobem”, são, portanto, os “Exércitos” dos Seres Celestes, assim chamados em termos genéricos. Mas, na realidade, não são nada disto. São Entidades pertencentes a mundos mais elevados na Hierarquia do Ser, e tão incomensuravelmente elevados que para nós se afiguram Deuses e, tomados coletivamente, Deus. E nós, homens mortais, devemos assim parecer-lhes como formigas, que raciocinam pela escala de sua capacidade peculiar. Também é possível que a formiga enxergue o dedo vingador de um Deus pessoal na pata do garoto que, em dado momento e sob o impulso de fazer dano, lhe destrói o formigueiro, o trabalho de muitas semanas (que talvez correspondam a anos na cronologia dos insetos). A formiga, sentindo intensamente a imerecida calamidade, também pode, com o homem, atribuí-la a uma combinação da Providência e do pecado, e ver nela talvez a conseguência do pecado de seus primeiros pais.
(…)
Segundo os ensinamentos, ao mais elevado desses mundos pertencem as sete Ordens de Espíritos puramente divinos; aos seis inferiores correspondem as hieraquia que podem, em certas circunstância, ser vistas e ouvidas pelos homens e comunicar-se com os seus descendentes na Terra; gerações estas que se acham ligadas a elas de modo indissolúvel, pois cada princípio no homem tem sua origem direta na natureza desses grandes Seres, que nos proporcionam, cada qual na sua esfera, os nossos elementos invivíveis.

 

Entre tantos Avatares que se falam, poucos mencionam aquele que esteve bem próximo de nós latino: Viracocha Pachacaiachi, que signfica “o criador de todas as coisas”.
Conhecido como Deus ou Huaca pelos povos de Caral e Chavin, antiga cidade no Peru.

O textos a seguir é em grande parte do respeitado Escritor e Pesquisador Graham Hancock, retirado do livro “As Digitais dos Deuses”.

Muito antes de os Incas terem-no incorporado à sua cosmogonia e lhe construído um templo magnífico em Cuzco, a evidência disponível sugere que o deus supremo Viracocha fora adorado por toda as civilizações que um dia existiram na longa história do Peru.

A mesma história era contada com numerosas variantes por todos os povos da região andina. Era uma período apavorante, a terra inundada por grandes enchentes e mergulhada na escuridão como o desaparecimento do sol. Mas então subitamente apareceu, vindo do sul, um homem branco de grande estatura e postura autoritária. Esse homem tinha tal poder que transformou colinas em vales e de vales criou grandes colinas e fez com que água jorrasse de pedra viva…

O historiador espanhol antigo que pôs no papel essa tradição explicou que ela lhe fora contada por índios que conhecera em jornadas pelos Andes:
“E eles ouviram essas histórias de seus pais, que, por seu lado, tinha-nas recebido através de velhas canções legadas de uma geração a outra desde tempos muito antigos… Disseram que esse homem viajou pela rota da altiplano em direção ao norte, fazendo maravilhas por onde passava e que nunca mais voltaram a vê-lo. Contaram que, em muitos lugares, ele deu instruções aos homens sobre como deveriam viver, falando-lhes com grande amor e bondade e aconselhando-os a ser bons e não causar danos ou mal uns aos outros, mas que se amassem e que domonstrassem compaixão para com todos os seres. Na maioria dos locais, deram-lhe o nome de Ticci Viracocha…”.

As lendas eram unânimes na descrição física de Viracocha. No Suma Y Narracion de los Incas, por exemplo, Juan de Betanzos, um historiado espanhol de século XVI, afirma que, de acordo com os índios, ele fora “uma homem barbudo de alta estatura, que vestia um manto branco que lhe chegava aos pés e que usava amarado com um cinto”.

Em outras descrições recolhidas entre os povos andinos, dizia:
“Um homem barbudo de estatura mediana, vestido com um manto bem longo…Já na meia-idade, tinha cabelos grisalhos e era magro. Andava com um cajado e dirigia-se em termos afetuosos aos nativos, chamando-os de filhos e filhas. Viajando pela terra, fazia milagres. Curava os doentes ao tocá-los. Falava todas as línguas melhor do que os nativos. Os índios chamavam-no de Thunupa ou Tarpaca, Viracocha-rapacha ou Pachacan…”.

Uma das lendas descrevia Viracocha como acompanhado de “mensageiros” de dois tipos, “soldados fiéis” (huaminca) e “refulgentes” (hayhuaypanti), a quem cabia o papel de levar a mensagem de seu senhor “a todas as partes do mundo”.

Há outros relatos que diz que Viracocha após terminar a sua missão com o povo, foi-se embora caminhando sobre as águas do mar até se perder de vista.

Hancock conclui: O fato particularmente notável nessas tradições era a ênfase repetida em que a chegada dos Viracochas estivera ligada a um dilúvio terrível, que havia varrido a terra e destruído a maior parte da humanidade.

 

* Graham Hancock foi correspondente, na África, dos jornais The Economist e Sunday Times. Suas investigações sobre civilizações perdidas transformaram-se em uma celebridade dessa área. Sobre o assunto, produziu programas para a BBC (Inglaterra), CNN (EUA) e para a série National Geographic Explorer.

 

2 respostas para Eram os Deuses…?

  1. Maria Luiza disse:

    Sou interessada em história da humanidade e civilizações antigas e perdidas. Estive em Cusco no Peru e conversei com um professor de História da faculdade de Cusco, mas não me recordo o nome. Ele me falou das antigas civilizações Incas e as anteriores. Fiquei interesada em saber mais, por isso, sempre que posso, navego na internete buscando comentários e estudos. Sou amante do saber!

  2. Maria Luiza disse:

    Os espíritos de descem e sobem, chamados “exercito celstial”, ou entidades mais elevadas na hierarquia do ser, não modificam a situação em si. São apenas nomenclatura. O importante é que sabemos que existem seres superiores, bem como, inferiores também, a própria vida nos mostra no dia a dia, basta parar, sentir, presentir e a Bíblia nos mostra em suas entrelinhas. Não há nada na vida do homem que não esteja, de alguma forma, demonstrado no Livro Sagrado. Que Deus existe e sempre existiu, com certeza. Mas quem é Deus e deuses ou Espírito Santo ou Santos ou ainda Espirito de Luz, Força Maior, Energia Maior, fica à critério de cada povo, civilização, filosofia, ou crença.
    Um historiador comentou sobre um homem que apareceu nas civilizações Inca ou que que antecederam a ela, e que fazia maravilhas e curava etc.. e nada mais nada menos que imagem e semelhança de Jesus Cristo, que eu acredito que venha de tempos em tempos, quando a humanidade se perde na escuridão de seu próprio pecado. A evolução do ser humano é certa. Que Deus vem de tempos em tempos ou encaminha seus acessores, também. O inconcebível é que o homem brigue, se mate, faça guerra por questões de filosofias e crenças. O amor que Jesus pregou e outros que antecederam, que eu acredito que seja o mesmo Jesus, é a chave pra tudo e todos os entendimentos.
    Se eu for ficar filosofando sobre o assunto, acho que dá um livro. Já passei por tantas coisas nesta vida, que me deram entendimentos e quanto mais eu procuro saber mais e mais eu quero saber, é infinito o conhecimento.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: